SELEÇÕES DO EDITOR

O uso de maconha e cocaína tem aumentado substancialmente no mundo e debate sobre a liberação da maconha aumenta a necessidade de entendimento dos efeitos do uso dessas drogas.

Data: 11/06/2018


A cirurgia de revascularização miocárdica (CRVM) é uma das cirurgias mais realizadas em todo o mundo, mas os pacientes submetidos à CRVM apresentam não raramente – ou até frequentemente – falha dos enxertos, principalmente os venosos.

Data: 29/05/2018

A ablação septal alcoólica (ASA) para o tratamento da cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva (CMH) é um procedimento introduzido no ano de 1995, como alternativa à miectomia cirúrgica em pacientes muito sintomáticos.

Data: 28/05/2018



PERIÓDICOS INTERNACIONAIS
Acesse com seu e-mail/login e senha Cardiol para solicitar seu artigo através do formulário.

Entrar


COBERTURA DE EVENTOS INTERNACIONAIS
De 10 a 12 de março
Orlando, Florida – USA

De 22 a 26 de junho
Orlando, Florida – USA

De 25 a 29 de agosto

De 14 a 16 de setembro

De 10 a 14 de novembro


ENQUETE
Homem, 62 anos, previamente hipertenso e dislipidêmico, apresentou, há 6 meses, infarto agudo do miocárdio com supradesnível do segmento ST em parede anterior, tendo sido realizada angioplastia com stent farmacológico em artéria descendente anterior proximal. Apresentou boa evolução clínica e comparece hoje à consulta de retorno com um novo ecocardiograma, solicitado para avaliação de função ventricular esquerda após infarto. Neste exame, além de acinesia da parede anterior, também foi vista imagem hiperecogênica sugestiva de trombo, móvel, pediculada, em ápice de ventrículo esquerdo, medindo 15 X 17 mm. O paciente está atualmente em uso de: AAS 100mg/dia; ticagrelor 90mg 2x/dia; atorvastatina 40mg/dia; enalapril 10mg 2x/d; carvedilol 12,5mg 2x/dia; espironolactona 25mg. Qual a melhor conduta farmacológica a ser adotada?









Clique aqui para ver o comentário da última pergunta